Month: Outubro 2014

Rescaldo XI Raid BTT Vilaventura

O dia hoje começou um pouco mais cedo para mim. Por volta da 08:20 arranquei de carro para Vila Cã para participar no XI Raid organizado pela Vilaventura. Não estou certo mas julgo que o último evento público de BTT em que participei terá sido a Maratona de Manteigas em 2012, a ansiedade hoje era alguma.

Ia proposto a fazer os 50Km, prova na qual me tinha inscrito, sentia-me bem, estava preparado para o percurso maior! Os promeiros metros do percurso foram a subir, comecei desde início a sentir o corpo a não responder tão bem como devia, a entarda nos single-tracks (bastantes) fez-me perder bastante tempo, caindo para posições finais. Cedo comecei a sofrer bastante sem reacção nas pernas, as subidadas eram para mim logo desde o início um martirio e decidi cedo optar pelo passeio de 25Km e não pelo Raid.

Acabei com uma média baixíssima que não chegou aos 10Km/h, muito fraquinho mesmo, acabei muito desiludido com a minha prestação. Acontece…

Em relacção à prova em si nada a assinalar, estou habituado a que tudo funcione na perfeição em Vila Cã, isto em termos de organização, muito bom mesmo. O percurso era duro, foi opinião geral, nos 25Klms que fiz acabei com um acumulado de cerca de 700m! No que fiz e na primeira metade do percurso havia inúmeros single-tracks, o piso estava pesado, alguma lama, mas nada de trascendente.

Espero nos próximos tempos intensificar as minhas voltas com o intuito de melhor nos eventos e não sofrer tanto como aconteceu hoje! O caminho faz-se caminhando e este é para a frente.

De 1 a 5 dou nota 1 à minha prestação, ao evento em si 5.

Nem o RedBull me safou!

Nem o RedBull me salvou!

BTT Solidário Redinha – Vamos ajudar o André

A luta do André continua!! No dia 9 de Novembro irá realizar-se um BTT Solidário na Redinha. Lá estarei!

10527651_714809171921032_4680531866751559306_n

Francisco Pardal vence Avalanche Lousã

Boas, não queria deixar de escrever uma nota acerca do fim-de-semana passado e da mítica prova de DH que decorreu na Lousã, o Avalanche! O DH não é a minha praia mas gosto bastante desta vertente tal como de Freeride. Em Portugal e na minha opinião, a Lousã tem as condições perfeitas para a prática.

A Lousã é de facto o casamento perfeito com as bikes.

Parabéns pela vitória Francisco Pardal.

10712899_868590993166027_3957730750162784451_n

Lousã, de volta…

Durante a semana que hoje acaba fui combinando entre amigos uma volta pela Lousã. A ideia seria subir até ao Trevim e a partir daí descer pelos trilhos da Avalanche que ocorre hoje e amanhã. A subida foi feita pelo estradão que sai da Lousã, passa pelo Terreiro das Bruxas e finalmente cruza o Alto da Catraia. A partir do Alto da Catraia e já com 14Klm’s de subida efectuada faltava subir ao Trevim, aqui e apesar de ser a subir durante 8 Klm’s é tudo um pouco mais fácil.

A chegada ao Trevim foi feita já em ritmo baixo, comecei a sentir o peso das pernas da longa subida, para mais já não subia durante tanto tempo seguido à muito. A partir do Trevim seria desfrutar dos trilhos até à Lousã.

Logo ao início optámos por fazer a descida pela classificação do ano transacto da Avalanche. Estava um pouco limitado na bike, levava a Look (não tenho outra) e assisti ao que já previa, um início de trilhos bastante inclinados, escavados, técnicos, nada próprios para descer na minha 986. Fiz muito trilho a pé, a descer o que também não era de todo fácil dada a inclinação. Já mais para baixo e após alguns enganos entrámos por vários estradões a descer, aqui era tudo muito mais fácil, mas não tão emotivo e engraçado. Chegando à estrada de alcatrão que liga Lousã a Castanheira de Pêra optei por abandonar os trilhos e descer nas calmas até à Lousã por estrada, levava também dois furos à frente que tinha ganho à pouco, não tinha grande alternativa.

Para finalizar, foi óptimo regressar à Lousã, contabilizei 33Klm’s no total e trouxe um grande empeno para casa, a repetir sem dúvida! Fiquem-se com as fotos possíveis!

P.S. A serra está carregada de ouriços de castanhas no chão, imensa gente a apanhar….5*

Portugal na rota do mundial de Maratonas em 2015

Maratona-Mêda

Portugal receberá pela primeira vez em 2015 uma prova a contar para o Campeonato do Mundo de Maratonas BTT (XCM). A prova irá decorrer no concelho da Mêda, distrito da Guarda, a 02 e 03 de maio. Esta prova será pontuável para os atletas que pretendam estar presentes no Campeonato do Mundo da especialidade, que decorre a 27 de junho em Itália. O promotor da prova é o Mozinho Aventura, sediado na Mêda.

Sabe tudo em pedais.pt

Outra boa notícia para Portugal, relaccionada com BTT (XCO), foi a actualização do ranking UCI. David Rosa, atleta que representou Portugal nos últimos jogos olímpicos, atingiu a sua melhor classificação de sempre, subindo para a 34º posição. A lista é liderada por Julien Absalon.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén