Visita ao Espinhal



Hoje saí de fininha, na “cigana”, o destino era para ser Ansião mas pelo caminho lembrei-me de esticar um pouco a corda e ir até ao Espinhal. Para lá fiz o caminho corrente que conheço passando pelos Ramalhais, Venda do Brasil, Torre de Vale Todos e finalmente o Espinhal.

O Espinhal é uma aldeia pertencente ao concelho de Penela, aldeia bem pitoresca com inúmeros motivos de visita, desde a Igreja matriz ou a belíssima capela de Santo António do Calvário, passando pela praia fluvial da Louçainha, Pedra Ferida, enfim um sem número de razões para dar um salto até lá.

Obviamente hoje ia sem tempo para ir a todo o lado como tal restringi-me mais ao miolo da aldeia onde aproveitei para um café na pastelaria “Marujo” estabelecimento onde geralmente paro, sempre que estou de passagem.

Era tempo de regressar a casa após algumas fotos, o caminho de regresso fez-se pelo IC3 em direcção a Avelar e a ideia era mesmo vir IC8 acima até Ansião. Isto não foi possível pelo que antes da entrada para a IC8 verifiquei que era interdito esta zona a “bikes”. No cruzamento à procura de alternativas pedi indicações a um camionista que ali apareceu, logo me indicou uma alternativa até Ansião, foi o caminho que tomei, esta ligação secundária apresentou umas belas picadas pelo meio.

Chegado a Ansião e ainda sem levar com um pingo de água em cima foi então altura de levar com ela toda, até à aldeia do Mogadouro nas margens do rio Nabão “comi” com ela toda. Daqui até casa céu quase limpo! Não deu tempo foi para enxugar 😉

Fotos:

Strava:

Anterior

Escape to Iceland

Próximo

BTT Alvaiázere

1 Comment

  1. jplopes

    Ja ha muito que nao subo pelo Espinhal … para repetir um dia destes. Santiago da guarda … para regressar 🙂

Deixe uma resposta

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén