Tag: meirinhas

Rumaria à praia da Vieira, Leiria

Este Sábado como de costume foi dia de btt, o objectivo principal seria chegar à praia da Vieira, depois o regresso logo se via. Partimos três artistas e uma artista, quatro no total, chega bem! Partimos das Meirinhas, aldeia mesmo aqui ao lado de Vermoil, a minha localidade (que também é aldeia).

A ideia para lá era apanhar na zona da Carreira, perto de Monte Real, a margem do rio Liz e seguir por ele abaixo até à praia da Vieira, assim sendo fizemos bastante alcatrão até aqui, eu até estava num dia que nem me apetecia aquele btt duro do costume, sabia que me iria saber bem esta volta mais por alcatrão e rolante.

Ao pedalar junto das margens do rio Liz apercebi-me ou pareceu-me que este contínua bastante poluído, não que as margens estejam sujas, mas o rio em si, este contínua a apresentar uma tonalidade bastante castanha e turva, cor que não me parece muito normal para um rio saudável, nesse aspecto fiquei bastante desiludido. No entanto, nem tudo era mau, na zona de Monte Real existem campos enormes nas margens deste rio, de cultivo, no geral pareceu-me tudo meio abandonado, mas a erva verdinha e rasteira nestes e a sua enorme extensão até davam um ar de graça à desgraça, sério…!

rio liz

Os quilómetros iam passando até que se chegou ao grande objectivo da volta, a praia da Vieira. Aqui deu-se um salto até quase ao final do paredão das margens do rio Liz, foi altura de várias fotos para registo e “vaidade” 🙂 Após um rápido café e dois dedos de conversa seguimos para a praia do Pedrogão, aqui não houve paragens nem fotos, já tínhamos definido o caminho de regresso e ainda nos faltava uma passagem pela Lagoa da Ervedeira, aqui já na lagoa deram-se mais umas fotos, mais uns toques de conversa e risota e siga, direcção casa.

praia vieira

Após a passagem na lagoa seguimos em direcção ao Coimbrão, a partir daqui fizemos o caminho “normal” para casa, direcção a Monte Redondo, Bajouca, Carnide e finalmente Meirinhas. Sempre por alcatrão, com um ritmo em determinadas alturas “altito”, volta e meia o pessoal carregava!

Não foi uma tarde séria de puro btt, teve pouco de btt, mas foi uma óptima ideia, passei uma tarde a fazer o que gosto, a andar de bike, isso é o que me importa!

Strava:

BTT na Sicó, com amigos!

Hoje o dia começou mais cedo do que o habitual para um Domingo, pelo menos para mim. Não costunmo andar ao Domingo de manhã, mas hoje ouve excepção.

Por volta das 9 horas já me encontrava no ponto de encontro com mais dois companheiros para dar a nossa voltinha de BTT, pela Serra da Sicó.

Foi dia de corrr uma série de single-tracks, Sicó fora, até chegar à Aldeia do Vale. Foi mesmo uma “barrigada” de singles, como só a Sicó tem à disposição, são uns atrás dos outros, muita pedra, piso escorregadio, do melhor! Foi uma manhã 5 estrelas, muito divertida, tudo nas calmas, a aproveitar o melhor que o BTT nos pode trazer. Prazer!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén