Tag: redinha

Noite de Morcegos de Pombal (10ª)

noite morcegos pombal

Sempre bom regressar ao Vale do Poio, Redinha

Já fazia tempo que tinha em mente um regresso ao Vale do Poio, hoje foi o dia. Já fui a muito sítio, mas aqui consigo arranjar uma certa paz e calma que aqui à volta não se encontra facilmente, só mesmo aqui! Para quem nunca visitou aconselho, não é obrigatório ir de bicicleta ou a pé, tem bom acesso de carro pela aldeia do Poio, depois e aí sim aconselho uma caminhada pelo canhão do Poio. Vale muito a pena, muito mesmo.

Para terem uma ideia na encosta oposta onde me encontrava ao chegar andavam a fazer escalada, o silêncio é tanto que facilmente ouvia as pessoas a falar do outro lado, foi mais difícil situá-los pelo olhar do que pela audição, incrível.

Fiz um pequeno vídeo que dá para perceber um pouco do que aquilo representa, pelo menos, acho eu! Mas o melhor é visitar…

Fotos:

Vídeo Youtube:

Strava:

Vale do Poio, Redinha – “O Vale Encantado”

Magnífica tarde de BTT hoje!

Meti na cabeça que o destino seria o Vale do Poio na Redinha. Saí de casa logo após o almoço, pelas 13:00 horas. Pus-me a caminho de Pombal junto à linha de comboio, de seguida a Pombal apanhei a estrada principal de alcatrão em direcção a Pousadas Vedras, já aqui em Pousadas Vedras começou o divertimento, fiz direcção pela serra e trilhos ao “Poio Velho”, e foi no fim do último trilho, no vale, que apanhei um trilho novo (pelo menos para mim), este fez parte do Trail de Pombal do último Domingo. Era uma verdadeira parede assim à primeira vista, fiz-me a ele a pé e passados poucos metros começaram a surgir desde logo mais opções (bifurcações), anda pessoal a abrir um trilho enorme desde o vale até à Cabeça da Corte (GR26), evita-se desta forma o “estradão” antigo até lá acima! Tive de o fazer a pé, aquilo é uma parede e muito técnico, mas para descer é um mimo! Muito bom. 🙂

Já na Cabeça da Corte fiz direcção ao que me propus, ir ao Vale do Poio (Novo), já fazia uns bons meses que não dava um salto lá, é mesmo um lugar espectacular, para mais aqui tão perto. Um lanche rápido, paisagem contemplada, ambiente calmo como é característico e fiz o regresso a casa!

Foram apenas 50Klm’s mas que valeram a pena, curioso que em Anços, já de regresso, vi a média, ia com 13,8Km/h! Fartei-me de andar a pé no Poio Velho, mas valeu bem a pena! 😉

Fotos:

Strava:

BTT Solidário Redinha – André Oliveira

No passado Domingo desloquei-me bem cedo para a Redinha, estava inscrito num Raid em que as receitas iriam ser a favor de um rapaz de lá, o André Oliveira. O dia estava bom, céu azul contrariando todas as expectativas de chuva.

A prova em si iria ter um percurso de 45Klm com cerca de 1400m de acumulado. O percurso ao início foi bastante rolante nos primeiros Klm’s, mas cedo se começou a tornar bastante duro, já estava alertado para a dificuldade do traçado, mas não me passava que iria ser tão durinho. Ao Klm 24, no reforço, já estava bastante “satisfeito”, enormes subidas e muita pedra a passar. A segunda metade do percurso após o reforço manteve a forma inicial, com subidas loucas e super desgastantes, pedra, pedra e mais pedra. Por volta do Klm 30 tive de aliviar um pouco o andamento pois começaram a surgir cãibras! Com maior ou menor dificuldade lá consegui terminar, surpreendentemente para mim na 20ª posição. Estou convencido que terão havido várias desistências.

No geral senti-me bastante bem e com o sentimento de dever cumprido, o objectivo aqui seria terminar e não propriamente uma posição mais acima na tabela, ainda é cedo para ter ideias…

BTT Solidário Redinha – Vamos ajudar o André

A luta do André continua!! No dia 9 de Novembro irá realizar-se um BTT Solidário na Redinha. Lá estarei!

10527651_714809171921032_4680531866751559306_n

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén